O QUE É LUCENTIS®?

Lucentis® é o nome comercial para ranibizumabe, uma droga injetada no olho para retardar a perda de visão em pessoas que têm a degeneração macular relacionada à idade “úmida” (DMRI). Lucentis® faz parte de uma classe de drogas que bloqueiam o crescimento de vasos sanguíneos anormais, que é a causa da DMRI úmida. Lucentis® foi especificamente concebida como um tratamento para a degeneração macular relacionada à idade “úmida”.

Outra droga, Avastin® (bevacizumabe), é quimicamente similar ao Lucentis®. Com base em um estudo financiado pelo National Eye Institute (NEI), uma parte do Ministério da Saúde dos Estados Unidos da America, as duas drogas têm efeitos identicos sobre a acuidade visual.
Lucentis

Que condições são tratadas com Lucentis®?

Lucentis® é aprovado para o tratamento de degeneração macular relacionada a idade (DMRI). DMRI é a principal causa de perda de visão em pessoas com 50 anos ou mais nos Estados Unidos. Essa condição danifica a mácula, que está localizado no centro da retina e permite que você veja os detalhes com clareza. Você utiliza sua macula sempre que você le, dirigi, ou faz outras atividades que exigem que você se concentre em detalhes precisos. Uma pessoa com DMRI perde a capacidade de perceber detalhes finos tanto de perto quanto a distância. Esta perda de visão geralmente afeta apenas a sua visão central.
Existem dois tipos de DMRI. Cerca de 90% das pessoas com DMRI tem a forma atrófica ou “seca” da DMRI, que se desenvolve quando os tecidos da mácula ficam fino com a idade. Cerca de 10% têm a exudativa ou forma “úmida” de DMRI. Na DMRI úmida, os vasos sanguíneos anormais crescem debaixo da retina. Estes novos vasos extravasam sangue e fluidos, que pode cicatrizar a mácula. A perda de visão pode ser rápida e grave.

Lucentis® também é utilizado para o tratamento de edema macular que resulta da oclusão da veia retinal central (OVCR) ou oclusão de ramo da veia retiniana (ORV). A droga também pode ser utilizado para o tratamento do edema macular devido a retinopatia diabética.

Injeção Intra Ocular Lucentis, Avasti ou Eylea

Injeção Intra Ocular Lucentis, Avasti ou Eylea

O que acontece durante o tratamento com Lucentis®?

O seu oftalmologista administra o Lucentis® diretamente dentro do ser olho em um procedimento ambulatorial. Antes do procedimento, o oftalmologista irá limpar o seu olho para prevenir a infecção e vai usar um anestésico para adormecer seu olho. A droga é então colocado na parte posterior de seu olho com uma agulha muito fina, que passa pela parte branca do olho. Geralmente, você não vê a própria agulha. Você pode receber várias injeções Lucentis® ao longo de muitos meses. Tratamentos repetidos são muitas vezes necessários para o benefício continuado.

Em alguns casos, o seu oftalmologista poderá recomendar combinar o tratamento com Lucentis® com outros tratamentos para a DMRI úmida. O tratamento que é certo para você vai depender da condição específica de sua degeneração macular.

Quais são os riscos do tratamento com Lucentis®?

Cada tratamento cirúrgico pode causar efeitos colaterais. Você deve compreender os benefícios e os riscos de qualquer tratamento que você está considerando.

Lucentis® pode causar problemas oculares graves, incluindo a infecção ocular grave, descolamento de retina e catarata. No entanto, estas complicações são muito raras. Outros efeitos secundários incluem:

  • vermelhidão;
  • sensibilidade à luz;
  • dor;
  • Alterações na visão, incluindo indefinição e visão dupla;
  • Os olhos secos ou coceira;
  • Sensação de algo no seu olho

Você deve entrar em contato com seu oftalmologista imediatamente se tiver algum destes problemas dentro de alguns dias de tratamento com Lucentis®.