O que são tumores oculares?

Existem tumores que afetam a superfície do olho, geralmente são carcinomas espino celulares e melanomas, como os que podem acometer a pele. Eles podem aparecer na conjuntiva ou córnea causando olho vermelho que não melhora, aumento da pigmentação da conjuntiva (parte branca do olho), baixa de visão ou dor. Estes tumores devem ser removidos para evitar que penetrem no olho ou se espalhem pelos vasos linfáticos. Neste caso é feita uma cirurgia na superfície do olho.

Também pode ser realizado tratamento complementar com quimioterápicos em colírio, que ajudam a destruir as células tumorais. As pálpebras podem ser acometidas por carcinomas baso celulares ou melanomas (cancros de pele).

Eles aparecem como lesões elevadas ou com cor diferente da pele normal e devem ser tratados assim que possível para evitar que comprometam o olho. O tratamento normalmente consiste na remoção cirúrgica do tumor e, se realizada precocemente, não costuma causar problemas estéticos.

Tumor Ocular - UPO Oftalmologia

Como é o Tratamento de um tumor ocular?

O tratamento depende de alguns fatores como doença ser hereditária (bilateral) ou não hereditária (acometendo apenas um olho) e do estágio em que o tumor é diagnosticado. O tratamento do tumor dentro do olho pode ou não ser acompanhado de quimioterapia sistêmica (pela veia).

O tratamento local pode ser realizado com aplicação de laser, crioterapia (congelamento dos tumores), placa de radioterapia ou cirurgia (enucleação). Em caso de tumores bilaterais, de doença avançada ou de características de alto risco observadas na histologia pós enucleação pode ser necessário fazer quimioterapia.

Infelizmente em muitos casos ainda é necessário retirar o olho da criança (procedimento chamado de enucleação). A retirada do olho parece horrível, mas às vezes é necessária para salvar a vida da criança. Algumas semanas depois da enucleação é feita uma prótese que permite que a criança tenha aparência normal e uma infância feliz. Quanto mais cedo o tumor é identificado, menor a possibilidade de ser necessário retirar o olho e maior a possibilidade da criança apresentar boa visão pelo resto da vida.

Sendo assim, o sucesso no tratamento deste cancro depende do diagnóstico precoce. Qualquer criança com reflexo branco das pupilas, estrabismo ou qualquer outro sinal de anormalidade ocular deve ser examinada por um oftalmologista e realizar exame de fundo de olho com as pupilas dilatadas.

O tratamento destas crianças é realizado pelo oftalmologista especializado em tumores e pelo pediatra especialista em cancro. É importante que todos os irmãos de crianças com retinoblastoma sejam examinados porque têm possibilidade maior de ter a doença.

Se o tumor sair do olho pode ir para outros lugares do corpo e ameaçar a vida das crianças, por isso seu tratamento é tão importante e sério.