O rastreamento e a detecção precoce do glaucoma

March 18, 2019

 

 

Texto por Dr. Augusto Vieira | Especialista em Glaucoma

 

O glaucoma faz parte de um grupo de doenças oculares que tem uma coisa em comum: dano progressivo ao nervo da visão que conecta o globo ocular ao cérebro. Esse dano é reconhecido pela perda de tecido do nervo óptico em um padrão chamado "escavação" e por pontos cegos ou manchas borradas na visão periférica.

 

O glaucoma avançado pode levar a uma visão permanentemente embaçada ou escurecida, ou mesmo à cegueira. O glaucoma em estágio inicial e moderado geralmente não apresenta sintomas. É por isso que é importante ser examinado por um oftalmologista regularmente para determinar se você está propenso a desenvolver a doença.

 

Em muitos casos, não sabemos exatamente o que causa o glaucoma. No entanto, o aumento da pressão ocular é o fator de risco mais comum para o desenvolvimento da doença. A pressão vem quando o fluido claro no olho, chamado humor aquoso, não escoa adequadamente.

 

Esse fluido, normalmente ajuda a nutrir o olho e flui para dentro e para fora do olho através de um canal semelhante a uma malha. Em pessoas com pressão ocular elevada, o fluido não escoa adequadamente e a pressão acumula-se no olho.

 

No entanto, é possível desenvolver glaucoma mesmo que a pressão ocular esteja normal. Atualmente, o tratamento para o glaucoma tem o objetivo de reduzir a pressão ocular, mesmo que seja "normal".

 

O tratamento do glaucoma não pode restaurar a visão perdida. Mas o tratamento pode reduzir a probabilidade de perda adicional de visão. É por isso que o rastreamento e a detecção precoce do glaucoma são tão importantes.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

E-book: Cirurgia Refrativa - O que é, quem pode fazer e como funciona

July 26, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo