Cegueira na diabetes: causas, sintomas e tratamento da Retinopatia Diabética

June 27, 2019

O diabetes é uma doença crônica não transmissível que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue mais utilizar de maneira eficaz a insulina que produz. A insulina é o hormônio que regula a glicose no sangue e é fundamental para manutenção do bem-estar do organismo, que precisa da energia dela para funcionar. Um dos efeitos mais sérios provocados pelas altas taxas de glicose no sangue é causar cegueira na diabetes. Além disso, também podem levar à complicações no coração, nas artérias, nos rins e nos nervos. 

 

Causas da diabetes

Não existe um fator único que provoca a condição, mas sim uma série de fatores que, juntos, desencadeiam o problema, sendo que sedentarismo, genética e obesidade estão entre as principais causas.

 

Quais as causas da cegueira na diabetes

Uma das condições mais sérias provocadas pela diabetes é a perda de visão. Característica da doença, a glicemia elevada tem efeito tóxico sobre os vasos sanguíneos da retina, parte do olho responsável pelo processamento das imagens que, com o passar do tempo, sofre alterações e pode falhar, levando à cegueira.

 

Repetidas exposições a níveis elevados de açúcar (glicose) no sangue fazem com que as paredes dos vasos sanguíneos pequenos, mesmo os da retina, fiquem debilitadas e mais propensas a lesões. A lesão dos vasos sanguíneos da retina provoca derrames de sangue e de fluido na própria retina.

 

A extensão da perda da visão está relacionada principalmente a:

  • Como está o controle dos níveis de glicose no sangue;

  • Como está o controle da pressão arterial;

  • Há quanto tempo a pessoa tem diabetes.

A retinopatia diabética é a principal causa de cegueira entre a população economicamente ativa de países desenvolvidos. A condição pode aparecer e se agravar com o tempo em pessoas diabéticas. A probabilidade de incidência após 20 anos convivendo com diabetes é de 100% para a diabetes tipo 1 e de 60% para a tipo 2.

 

Geralmente, a retinopatia surge 5 anos depois que a pessoa apresenta diabetes tipo 1. Sabendo que pode não haver diagnóstico de diabetes tipo 2 durante anos, a retinopatia pode estar presente no momento em que a pessoa é diagnosticada com diabetes tipo 2.

 

O comprometimento da visão por causa da diabetes também pode ser agravado quando o paciente já sofre de outras doenças, como colesterol alto ou hipertensão arterial. Os primeiros sinais de retinopatia diabética são: visão embaçada, manchas, pontos negros ou linhas na visão e dificuldade para identificar cores.

Como evitar a retinopatia diabética

A melhor forma de evitar a retinopatia diabética é controlar a glicose e manter a pressão arterial nos níveis normais. As pessoas com diabetes devem realizar um exame oftalmológico anual, no qual a pupila é dilatada com colírio, para que a retinopatia possa ser detectada e qualquer tratamento necessário possa ser iniciado o mais cedo possível. Mulheres grávidas com diabetes devem fazer exames oftalmológicos uma vez a cada 3 meses.

 

A cegueira causada pela diabetes é irreversível e não tem cura, mas é possível tratar a condição antes que ela evolua para a perda total de visão.

 

Tratamento da retinopatia diabética

O tipo de tratamento varia de acordo com a gravidade e o tipo de sintoma. Em casos menos graves, cuidados típicos contra a diabetes, como dieta específica, prática de exercícios e uso de medicamentos podem ajudar a solucionar o problema.

 

Quando a visão já foi comprometida, o paciente pode precisar passar por cirurgia convencional ou tratamentos a laser para eliminar os vasos sanguíneos em formação ou para controlar um possível sangramento no olho.

 

Em 2016, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram um colírio capaz de proteger a visão de quem tem diabetes. O medicamento previne a retinopatia diabética por ter capacidade de atravessar as barreiras oculares e chegar até a retina, onde o princípio ativo atuará.

 

Marque a sua consulta na UPO. São 8 unidades em São Paulo e no ABC Paulista para melhor te atender.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

E-book: Cirurgia Refrativa - O que é, quem pode fazer e como funciona

July 26, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo